O Evangelho segundo São João

Como vimos anteriormente, os três primeiros evangelhos são chamados de sinópticos, porém o evangelho de João não se enquadra nessa classificação.
A primeira diferença entre João e os sinópticos está na forma como Jesus é apresentado. Neste, Ele é apresentado desde o começo como “o cordeiro de Deus”, sua divindade é atestada desde o sempre, enquanto nos outros, existe uma gradação da revelação divina de Jesus para com o povo.
Outro ponto único de João é que ele foi endereçado a todo o mundo e não a determinado povo, em determinada região.
Cerca de 92% do conteúdo de João é único, contudo, suas narrativas coincidem com o contexto apresentado nos outros evangelhos.
João tem por objetivo encorajar a fé e revelar toda a divindade de Cristo, apresentando a salvação a todo o que crê.
O autor é reconhecido como um autêntico judeu, profundamente religioso e conhecedor das tradições e ansiedades do seu povo, que ao encontrar Jesus o reconheceu indubitavelmente como o Messias esperado. João era conhecido por ser o “discípulo” amado. Aquele que se reclinava ao ombro de Jesus na ceia e aquele a quem Jesus deu a incumbência de cuidar de Maria, sua mãe. Tendo escrito este livro cerca de 30 anos depois dos outros evangelhos.
Este evangelho, não é uma narrativa bibliográfica sobre Jesus, ele basicamente é uma transcriação dos ensinos do mestre e seu escritor não tem vergonha nenhuma de acrescentar aos ensinos de Jesus o quanto eles o afetaram, sendo em alguns casos, difícil de separar o que é um discurso de Jesus, do que é o sentimento de João sobre isso.
João tem a preocupação de frisar os locais onde aconteceram os fatos e diferentemente dos sinópticos, que narram o ministério de Jesus na região da Galileia, João tem seu enfoque maior em Jerusalém, correlacionando o ministérios de Jesus com as grandes festas judaicas. Esta correlação, assim como o simbolismo, as referências ao Antigo Testamento e as referências a cultura humana, transformam este livro em uma fantástica obra literária, que de uma forma intimista, nos faz sentir mais próximos a Deus, que se fez carne na pessoa de seu filho, para nos salvar e nos ensinar a viver segundo sua palavra.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s