Os evangelhos sinópticos

Os livros de Mateus, Marcos e Lucas são chamados de evangelhos sinópticos. Para compreender o que isso representa, temos que entender o que significa evangelho e o que significa sinóptico.

Evangelho, segundo sua origem grega, significa “boas notícias”. Desta feita, podemos compreender que a vida de Jesus é a principal boa notícia para a fé cristã.

Para o termo sinóptico, segue a definição do dicionário:

si·nóp·ti·co
(grego sunoptikós, -ê, -ón)
adjetivo
1. Relativo a sinopse.
2. Que permite analisar de vez o conjunto de uma ciência ou doutrina.
3. Que apresenta um resumo ou uma síntese (ex.: quadro sinóptico). = RESUMIDO

Analisando os evangelhos chamados sinópticos, podemos concluir que este adjetivo é atribuído a eles por dois motivos:

1º – Individualmente, são livros sintetizados (resumidos) que contam a história de Jesus;
2º – Coletivamente, são livros que usam de paralelismo e semelhança para que uma história seja contada por pontos de vista diferentes.

Estes três evangelhos foram escritos no período entre 60 d.C. e 95 d.C, sendo Marcos o primeiro a ser escrito e Lucas não sendo possível definir com exatidão sua data.

No Evangelho segundo são Mateus, Jesus é apresentado como “o Messias”, o grande intérprete das escrituras, aquele em quem se cumpriam todas as profecias messiânicas. Seu autor era um dos 12 e, devido a sua proximidade com Cristo, acredita-se que tenha escrito este evangelho com o intuito de instruir aos novos convertidos acerca de Jesus Cristo, sendo por isso chamado de “o Evangelho da Igreja”.

O Evangelho segundo são Marcos provavelmente foi escrito fora da palestina, com o intuito de instruir aos gentios sobre a salvação encontrada em Cristo. Seu autor, era discípulo de Pedro, por isto este evangelho apresenta características narrativas muito próximas as encontradas nos discursos de Pedro. Neste evangelho, Jesus é apresentado como Senhor e Salvador, mas seu ministério é apresentado de forma gradativa, apresentando a cada oportunidade, uma faceta da onipotência de Jesus.

O Evangelho segundo são Lucas apresenta Jesus como o “Filho do Altíssimo” apresentando todas as evidências históricas e detalhes sobre o contexto em que se comprovava a veracidade da natureza divina de Cristo. Seu autor era um conhecido médico e historiador que devido a seu grau de instrução, redigiu o evangelho mais técnico dos quatro. Por Lucas ser companheiro de Paulo em suas viagens, não é possível definir exatamente em qual lugar este livro foi escrito, mas devido ao destinatário do mesmo ser conhecido, podemos concluir que este livro foi escrito para cristãos não judeus.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s